quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Apenas 250 candidatos tiveram nota máxima na redação do Enem



      O Ministério da Educação (MEC) informou durante coletiva de imprensa que dos 6,19 milhões de estudantes que fizeram o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2014, apensas 250 conseguiram obter nota máxima na redação. Em 2013, a redação do Enem enfocou a lei seca; em 2014, o aluno tinha de escrever sobre questões éticas associadas à publicidade infantil.
       
      Na opinião do ministro da educação, Cid Gomes o episódio se deve ao fato de o brasileiro estar lendo muito pouco e também em razão do tema não ter sido tão debatido quanto a lei seca: "O brasileiro está lendo pouco demais, os estudantes estão lendo pouco. O tema não é tão popular. Tudo isso dificulta. O ensino público brasileiro está muito aquém do desejado.”. "O tema de 2013 foi Lei Seca, essa questão foi muito debatida, muito discutida. O tema de agora não é um tema que se ouve. Não diria (um tema) mais difícil, isso é relativo, é, sem dúvida, um tema que não teve o grau de discussão nacional que aconteceu com o tema de 2013" observou o ministro.
      
      A nota média em matemática e redação dos alunos concluintes do ensino médio que fizeram o Enem também caiu nesta última edição. A média desses alunos na prova de matemática foi de 476,6 pontos, uma queda de 7,3% em relação ao desempenho dos alunos concluintes do ensino médio que fizeram o Enem 2013. Naquele ano a média foi de 514,1 pontos. Em redação, também houve queda. A nota média da redação dos estudantes concluintes de ensino médio foi de 470,8 pontos em 2014, uma queda de 9,7% em relação a 2013, quando a nota foi de 521,1 pontos.

Postar um comentário