sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Aeronáutica aponta falha do piloto como causa do acidente que matou Eduardo Campos



A Aeronáutica apontou como motivação para o acidente que matou o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em agosto do ano passado, uma sequência de falhas do piloto da aeronave.Durante as investigações, foram feitas pesquisas sobre o perfil do piloto Marcos Martins e também do copiloto Geraldo Magela Barbosa. Eles já haviam se desentendido e o copiloto manifestava desejo de não voar junto com Martins.
De acordo com as investigações o piloto não estava preparado para trabalhar com o modelo da aeronave Cessna 560 XL. Devido à falhas como a falta de experiência com a aeronave e o uso de um atalho, ocorreu uma ‘desorientação espacial’, isto é, quando o piloto não sabe mais em qual posição e direção está o avião. Análises dos últimos segundos demonstram que Martins acabou acelerando, imaginando que estava subindo a aeronave, mas ele estava em movimento de descida.
Ainda segundo os investigadores  não foram encontrados fatores que possam apontar qualquer falha técnica. As condições climáticas estavam adversas, com tempo chuvoso, mas o principal problema ocorreu quando o piloto tentou pousar. Ele deixou de fazer uma manobra necessária para a segurança da aeronave.
Postar um comentário