terça-feira, 10 de março de 2015

Aonde a Dilma vai a vaia vai atrás


      E depois do panelaço no domingo, na terça Dilma Rousseff voltou a ser alvo de vaias. As hostilidades ocorreram enquanto a presidente visitava os estandes da 21ª Edição do Salão Internacional da Construção, em São Paulo. Quando Dilma chegou, apenas os trabalhadores e expositores estavam no local, que ainda não havia sido aberto ao público. Do lado de fora, ao ouvirem as vaias, os visitantes também se manifestaram. Em meio às vaias, que duraram cerca de cinco minutos, pessoas gritavam “fora Dilma”, “fora PT” e “PT ladrão”.
      
      Na tentativa de afastá-la dos trabalhadores e expositores, a equipe da presidente mudou seu trajeto, mas sem êxito. Enquanto passeava pelos estandes continuava sendo vaiada. Tentando amenizar as hostilidades, Dilma ainda acenou para os presentes. Mas diante da recepção dos trabalhadores e expositores a petista deixou o local em direção à cerimônia de abertura do evento. Sua visita durou menos de cinco minutos. 

Postar um comentário